Terceira gestação em útero bicorno com feto pré-termo vivo

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Alfredo de Almeida Cunha
Mariana Sales Assad
Daniela Moreira Alves
Isabela de Oliveira Cunha

Resumo

Introdução: Trata-se do relato de um caso de gravidez associada à malformação uterina. A associação das duas condições acarreta prejuízo para o desfecho gestacional, ainda mais que estavam associados antecedentes de duas cesarianas e uma intercorrência, a ruptura prematura pré-termo das membranas ovulares. Não foi identificado nenhum caso semelhante na literatura, tornando o caso relevante para o conhecimento da comunidade médica.
Objetivo: Divulgar o caso para possível chamada de casos semelhantes.


Relato do caso: Paciente com 41 anos, grávida pela terceira vez, com antecedentes de dois partos cesáreos e sem antecedentes de aborto, com idade gestacional de 34 semanas. Foi indicada cesariana por ser tratar de uma gestação em útero bicorno, com antecedente de duas cesarianas, ruptura prematura das membranas ovulares, apresentação pélvica e desejo da paciente de submeter-se à laqueadura
tubária. A cirurgia foi realizada sem intercorrências, com extração de um feto do sexo masculino, pesando 2.440g e em boas condições de vitalidade. A paciente teve alta após três dias em boas condições de saúde, bem como seu recém-
nascido.
Conclusão: O relato do caso é relevante porque demonstrou o limite possível de gestações em útero bicorno com antecedente de duas cesarianas. Entretanto, implica em cuidadoso acompanhamento pré-natal com vigilância materna e fetal quanto ao risco de ruptura uterina e sofrimento fetal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Seção
Artigos
Biografia do Autor

Alfredo de Almeida Cunha

Docente do Programa de Residência Médica em Ginecologia e Obstetrícia do Hospital Central do Exército, Rio de Janeiro, Brasil.

Mariana Sales Assad

Médica Residente do Programa de Residência Médica em Ginecologia e Obstetrícia do Hospital Central do Exército, Rio de Janeiro, Brasil.

Daniela Moreira Alves

Médica Efetiva do Programa de Residência Médica em Ginecologia e Obstetrícia do Hospital Central do Exército, Rio de Janeiro, Brasil.

Isabela de Oliveira Cunha

Médica Residente do Programa de Residência Médica em Ginecologia e Obstetrícia do Hospital Central do Exército, Rio de Janeiro, Brasil.