Revista Científica Fundação Osorio (ISSN:2526-4818) http://ebrevistas.eb.mil.br/rcfo <div id="journalDescription"> <p style="text-align: justify;">A <strong>Revista Científica Fundação Osorio (<a href="https://portal.issn.org/resource/ISSN/2526-4818#" target="_blank" rel="noopener">ISSN: 2526-4818</a>)</strong> é uma publicação eletrônica dirigida pelo corpo docente da <a href="http://www.fosorio.g12.br/" target="_blank" rel="noopener"><strong>Fundação Osorio</strong></a> (Instituição Federal de Ensino vinculada ao Ministério da Defesa), tendo por objetivo dar visibilidade à produção científica nas áreas de Ensino e Educação. Sua missão é ser um canal de divulgação de estudos e pesquisas realizadas por docentes, pesquisadores e estudantes do Brasil e do exterior. Prioritariamente, a revista divulga trabalhos relacionados com os eixos fundamentais da Educação Básica (Ciências humanas e suas tecnologias; Ciências da natureza e suas tecnologias; Linguagens, códigos e suas tecnologias e Matemática e suas tecnologias) e com a Educação Profissional nas áreas de Administração e Meio Ambiente. Possui periodicidade anual. Estamos indexados nas seguintes bases: ROAD-ISSN, Google Scholar, SEER-Ibict, Diadorim, Latindex, Sumários, Livre e ResearchBib.</p> </div> pt-BR Revista Científica Fundação Osorio (ISSN:2526-4818) 2526-4818 Palavras do Presidente da Fundação Osorio http://ebrevistas.eb.mil.br/rcfo/article/view/6758 Luiz Sérgio Melucci Salgueiro Copyright (c) 2020 Revista Científica Fundação Osório (ISSN:2526-4818) 2020-11-27 2020-11-27 5 1 1 2 PROJETO “BRABO É SER HONESTO”: Projeto escolar que estimula os alunos à prática da honestidade http://ebrevistas.eb.mil.br/rcfo/article/view/6760 <p>O ser humano, em sua evolução através dos tempos, buscou organizar-se em um conjunto de regras e de valores para, nos dias de hoje, poder viver em sociedade. Entretanto, na atual conjuntura brasileira, a ausência de virtudes já é uma preocupante realidade a ser analisada e, urgentemente, combatida. Dentre os valores que foram se tornando obsoletos no país, a “honestidade” merece especial atenção. Objetivando combater esse cenário e a estimular os alunos da Fundação Osorio a práticas honestas, foi criado, em 2018, pelo professor Adriano Vieira, o projeto escolar “Brabo é Ser Honesto, sendo o mesmo aprimorado em 2019.</p> Adriano Vieira da Sillva Copyright (c) 2020 Revista Científica Fundação Osório (ISSN:2526-4818) 2020-11-27 2020-11-27 5 1 3 27 A MATEMÁTICA APLICADA AO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM DA MÚSICA http://ebrevistas.eb.mil.br/rcfo/article/view/6762 <p>Este trabalho objetiva investigar as relações entre música e matemática para serem usadas com fins didáticos e auxiliar no ensino/aprendizagem dessas duas áreas do saber através de uma abordagem interdisciplinar com ênfase na educação musical e utilizando a matemática como suporte para compreensão de estruturas musicais. O propósito dessa pesquisa foi verificar como as relações matemáticas podem auxiliar a compreensão das estruturas musicais e como essa abordagem pode auxiliar educadores musicais no ensino desses conteúdos em sala de aula.&nbsp; Além disso, as propostas apresentadas nesse trabalho podem ser utilizadas por educadores musicais como inspiração para improvisações em sala de aula, a partir da busca de novas sonoridades e também como entendimento elementar para análises de composições pós-tonais.</p> Tarcísio Caetano de Carvalho Júnior Copyright (c) 2020 Revista Científica Fundação Osório (ISSN:2526-4818) 2020-11-27 2020-11-27 5 1 28 35 MODELOS DE GESTÃO ESCOLAR E A PERCEPÇÃO DE GESTORES SOBRE OS ALUNOS: UM ESTUDO COMPARATIVO ENTRE A FUNDAÇÃO OSORIO E O INSTITUTO FEDERAL FLUMINENSE CAMPUS CABO FRIO http://ebrevistas.eb.mil.br/rcfo/article/view/6764 <p>O presente artigo tem por objetivo identificar incialmente o perfil dos alunos de duas instituições federais de ensino– a Fundação Osorio e o Instituto Federal Fluminense campus Cabo Frio – para poder conhecer a percepção que os gestores possuem sobre os discentes e os possíveis desdobramentos que isso representa para o campo educacional. Para tal, aplicaram-se dois <em>surveys:</em> um, à equipe gestora e outro, aos alunos. De posse dos resultados, utilizamos a literatura sobre gestão escolar para analisar os dados da pesquisa. Ao avançarmos nas análises, foi possível perceber pontos de concordância entre gestores e alunos, além de observarmos certa “racionalidade técnica”, apontada por estudos anteriores, especialmente em gestores ligados às atividades-meio</p> Lenon Araújo de Matos Leonardo Luís Costa e Silva Giorno Mariana Calife Nóbrega Nóbrega Copyright (c) 2020 Revista Científica Fundação Osório (ISSN:2526-4818) 2020-11-27 2020-11-27 5 1 36 57 O ENSINO DE SOCIOLOGIA NO CMRJ: RELATO DE EXPERIÊNCIA REMOTA http://ebrevistas.eb.mil.br/rcfo/article/view/6765 <p>Este trabalho tem por objetivo relatar a experiência de ensino de sociologia no ambiente virtual de aprendizagem (AVA) do Colégio Militar do Rio de Janeiro (CMRJ). Desde março de 2020, quando as aulas presenciais foram interrompidas por decreto estadual, o CMRJ vem utilizando o ambiente virtual para dar prosseguimento ao ano letivo. A experiência relatada deu-se com todas as dez turmas que compõem o primeiro ano do ensino médio para as quais leciono. Por meio deste relato de experiência, busco refletir sobre as possibilidades e os desafios em lecionar sociologia pelo meio remoto.</p> Ludmila Fernandes de Freitas Copyright (c) 2020 Revista Científica Fundação Osório (ISSN:2526-4818) 2020-11-27 2020-11-27 5 1 58 74 UMA DISCUSSÃO ACERCA DOS CUSTOS DE TRANSPORTE E A INTERMODALIDADE NAS ATIVIDADES LOGÍSTICAS http://ebrevistas.eb.mil.br/rcfo/article/view/6766 <p>A&nbsp; consideração&nbsp; de&nbsp; rotas&nbsp; intermodais&nbsp; de&nbsp; transporte&nbsp; pode&nbsp; ser&nbsp; vantajosa&nbsp; em&nbsp; diversas situações, como nos casos de escoamento de produtos para exportação. Propõe-se neste trabalho, um&nbsp; estudo&nbsp; sobre&nbsp; a&nbsp; localização&nbsp; de&nbsp; terminais&nbsp; intermodais&nbsp; e&nbsp; uma&nbsp; discussão&nbsp; acerca&nbsp; dos&nbsp; custos logísticos&nbsp; nesta&nbsp; área,&nbsp; com&nbsp; objetivo&nbsp; de&nbsp; auxiliar&nbsp; decisões&nbsp; de&nbsp; investimento&nbsp; em&nbsp; infra-estrutura. Testes preliminares realizados com dados secundários de um estudo sobre rotas para exportação de um determinado produto publicado pelo GEIPOT (Grupo Executivo de Integração da Política de Transportes), foram utilizados para verificar a coerência do modelo e ilustrar seu potencial de análise a partir dos resultados obtidos.</p> Ernani José Antunes Copyright (c) 2020 Revista Científica Fundação Osório (ISSN:2526-4818) 2020-11-27 2020-11-27 5 1 75 99 EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA: APROXIMANDO DISTÂNCIAS http://ebrevistas.eb.mil.br/rcfo/article/view/6767 <p>A Educação a Distância tem sido alvo de muita atenção no contexto social, político, econômico e educacional atual. O presente trabalho teve como proposta investigar como a relação de interação é construída e alimentada ao longo de um processo educativo a distância. Em um primeiro momento, centrou-se sobre a questão da distância, desenvolvendo e analisando vários tipos de distância e suas implicações no processo pedagógico. Em um segundo momento, debruçou-se sobre os elementos principais constitutivos da Educação a Distância, passando ao questionamento de sua importância para a construção de relações interativas, através de estratégias de aproximação da distância.</p> Giovana Oliveira Farias Copyright (c) 2020 Revista Científica Fundação Osório (ISSN:2526-4818) 2020-11-27 2020-11-27 5 1 100 109 COMPETÊNCIAS SOCIOEMOCIONAIS: UM “CONHECIMENTO PODEROSO” PARA O SÉCULO XXI http://ebrevistas.eb.mil.br/rcfo/article/view/6768 <p>O presente trabalho pretende a justificar a presença das competências socioemocionais numa base curricular comum como uma necessidade imperiosa para a composição de um currículo que se pretenda “poderoso”. Composto por conhecimentos que foram produzidos e acumulados ao longo do processo de evolução da humanidade, ele fornece recursos para que jovens e crianças sejam capazes de criar novo conhecimento com o propósito de alcançar o próprio desenvolvimento e de transformar o mundo do qual fazem parte.</p> <p>Inicialmente, é apresentado a definição de currículo segundo a visão de Moreira e Candau (2007) e Young (2013). Em seguida é feita uma discussão sobre que tipo de conhecimento deve compor o currículo segundo estes mesmos autores, além da contribuição de Dubet (2004), para então definir “conhecimento poderoso” segundo a visão de Young (2013), com aportes de Cenpec (2015) e Dubet (2004).</p> <p>Por fim, se faz a defesa da presença das habilidades socioemocionais no rol de competências cognitivas que se caracterizam por serem elementos fundamentais de um currículo em consonância com as demandas do século XXI. Tal defesa se apoia em Young (2013) e são endossadas por relatórios sobre os impactos da Quarta Revolução Industrial na estruturação da sociedade e, consequentemente, da escola.</p> Nadja Naira Silva de Oliveira Copyright (c) 2020 Revista Científica Fundação Osório (ISSN:2526-4818) 2020-11-27 2020-11-27 5 1 110 124 ENTRE AS MÚLTIPLAS IDENTIDADES E A CONSOLIDAÇÃO COMO INSTITUIÇÃO POLICIAL NA ATUALIDADE: UM BREVE HISTÓRICO DA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO http://ebrevistas.eb.mil.br/rcfo/article/view/6769 <p>No presente artigo apresento de forma seletiva e não linear, episódios, fatos, acontecimentos e personagens históricos que moldaram e têm moldado uma constituição identitária múltipla na polícia militar fluminense por mais de duzentos anos. Inicio com uma reflexão acerca do mito de origem da instituição e da rememoração de um de seus personagens históricos. Na sequência abordo sobre a utilização da polícia como força militar, concretizada através da participação dos Corpos de Voluntários da Pátria na Guerra do Paraguai. Em seguida me aproprio dos conflitos entre as instituições policiais fluminenses, reportando-se às raízes históricas dos embates institucionais. E passo para outro ponto constitutivo desta identidade institucional múltipla, que transita entre o “ser” policial, militar ou bacharel em direito. Abordo sobre um ponto de ruptura crucial na história moderna da PMERJ, reportando-se à fusão dos antigos Estados do Rio de Janeiro e da Guanabara. Para tanto utilizarei como fontes secundárias, referências bibliográficas que analisam a PMERJ, outras desenvolvidas institucionalmente e legislações, bem como entrevistas realizadas no ano de 2019 com oficiais superiores, intermediários e subalternos da corporação. Ao final concluo com uma reflexão sobre a (re)construção identitária passando por uma (re)invenção das tradições desta instituição constituída por múltiplos vetores</p> Carlos Eduardo Oliveira da Costa Copyright (c) 2020 Revista Científica Fundação Osório (ISSN:2526-4818) 2020-11-27 2020-11-27 5 1 125 146