O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.

  • 1. declaro que este manuscrito é original e inédito.

  • 2. declaro que este manuscrito ou outro trabalho com conteúdo substancialmente similar:

    a) não foi publicado por outra revista;

    b) não está sendo avaliado para publicação em outra revista;

    c) que uma eventual submissão a outra revista apenas ocorrerá após o retorno da avaliação;.

    d) não foi publicado em anais de eventos.
    * caso o manuscrito já tenha sido publicado em anais de evento mas a versão submetida apresente modificações substanciais, utilize o espaço "comentários aos Editores" para esclarecimentos/justificativa e inclua, durante a submissão, a versão do trabalho já publicada como "documento suplementar".

  • 3. confirmo a leitura e obediência aos padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos nas Diretrizes para Autores.
  • 4. confirmo a remoção da identificação explícitas ou implícitas ao(s) autor(es):
    a) nas propriedades do arquivo;
    b) em demais partes do texto e, sendo necessário, substituída pelo texto "o(s) autor(es)".

  • 5. afirmo, como responsável pela submissão, que:
    a) todos os autores estão plenamente cientes da realização deste procedimento e concordam com o conteúdo do manuscrito;
    b) todos os autores declaram explicitamente a não existência de conflito de interesses.

Obrigado por escolher a Coleção Meira Mattos (CMM). As diretrizes a seguir são fundamentais para um bom fluxo editorial. Por favor, leia atentamente as instruções para ter certeza que seu artigo atende a todos os requisitos. Em caso de dúvidas ou dificuldades técnicas, entre em contato conosco (info.cmm@eceme.eb.mil.br).

As submissões de artigos estão abertas em fluxo contínuo. Outras publicações como entrevistas ou relatórios técnicos serão selecionados diretamente pela equipe editorial.

Formatação e modelo

Os trabalhos deverão ser enviados em formato Word ou RTF.

Estrutura

Idioma: poderão ser submetidos artigos em português, inglês ou espanhol.

Título: o título deverá ser breve, limitado a 22 palavras (incluindo, quando houver, o subtítulo). 

Resumo: com no máximo 150 palavras no idioma do texto e em inglês (quando submetido em português ou espanhol). Deverá descrever os objetivos, metodologia e resultados. 

Palavras-chave: no mínimo três e no máximo cinco.

Tabelas, gráficos e imagens: sempre que possível, utilize formatos editáveis para que as traduções possam ocorrer diretamente na imagem. A qualidade das imagens deverá ser de 300dpi quando não forem próprias do Word/Excel (tabelas e gráficos). O conteúdo gráfico deverá ser incluído somente se proverem informações indispensáveis para o entendimento do artigo.

Limite de palavras: o artigo deverá possuir entre 4000 a 7000 palavras, incluindo pré-textuais e referências. Entretanto, artigos maiores ou menores poderão ser publicados desde que justificados pelo conteúdo da contribuição.

Notas de rodapé: a inclusão de notas deverá ser a mínima necessária e apenas para informações cruciais. Deverá ser incluída na mesma página da indicação da nota, não utilize notas de fim. Evite utilizar as notas para referenciar, privilegie o uso das citações autor-data diretamente no texto

Para notas de textos informativos disponíveis na Internet, de interesse do leitor e que não sejam citações diretas ou indiretas, como notícias, sites institucionais ou de empresas, documentos eletrônicos, tabelas ou dados estatísticos, deverá ser indicado o link e data de acesso, conforme exemplo a seguir:

[Texto explicativo]. Disponível em: [site]. Acesso em: [dia mês ano] abr. 2019. 

Maiores informações disponíveis no site do Exército Brasileiro. Disponível em: www.eb.mil.br. Acesso em: 02 abr. 2019.

Outras recomendações

Indicação de financiamentos: deverá ser indicado como nota de rodapé do título se a pesquisa é financiada e quem financiou. Indicar também, quando houver, o número do processo. Conforme a seguinte estrutura:

Estudo/Pesquisa financiado pelo [órgão de fomento], através do [projeto/programa], [edital/processo]. 

Exemplo:

Estudo financiado pelo Ministério da Defesa e pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), através do Programa de Apoio ao Ensino e à Pesquisa Científica e Tecnológica em Defesa Nacional (Pró-Defesa), edital 27/2018.

Dados sobre o(s) autor(es): deverão ser informados somente nos metadados preenchidos no sistema durante a submissão do artigo. Serão publicados somente o nome completo, vínculo institucional e endereço de e-mail.

Exemplo:

Tássio Franchi

Exército Brasileiro, Escola de Comando e Estado-Maior do Exército, Instituto Meira Mattos. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

editor.cmm@eceme.eb.mil.br

Não serão aceitos artigos com mais de 4 (quatro) autores/coautores.

Solicitamos que a titulação dos autores seja no mínimo mestrado ou similar e, preferencialmente, que um dos autores tenha título de doutor.

Documentos suplementares: Outros documentos podem ser inseridos durante a submissão para auxiliar os revisores no processo de avaliação do artigo. Entretanto, somente o artigo será publicado e disponibilizado no periódico. 

Conflito de Interesses

A publicação segue as recomendações do Código de Boas Práticas Científicas da FAPESP de 2014, no que diz respeito aos conflito de interesses:

“3.4.1. Há conflito potencial de interesses nas situações em que a coexistência entre o interesse que deve ter o pesquisador de fazer avançar a ciência e interesses de outra natureza, ainda que legítimos, possa ser razoavelmente percebida, por ele próprio ou por outrem, como conflituosa e prejudicial à objetividade e imparcialidade de suas decisões científicas, mesmo independentemente de seu conhecimento e vontade.

3.4.2. Nessas situações, o pesquisador deve ponderar, em função da natureza e gravidade do conflito, sua aptidão para tomar essas decisões e, eventualmente, deve abster-se de tomá-las.

3.4.3. Nos casos em que o pesquisador esteja convencido de que um conflito potencial de interesses não prejudicará a objetividade e imparcialidade de suas decisões científicas, a existência do conflito deve ser clara e expressamente declarada a todas as partes interessadas nessas decisões, logo quando tomadas.”

Disponível em: http://www.fapesp.br/boaspraticas/FAPESPCodigo_de_Boas_Praticas_Cientificas_2014.pdf

Citações e Referências

A CMM adota as normas brasileiras para as referências e para as citações, respectivamente ABNT 6023:2018 e 10520:2002.  

Para autores não familiarizados com a norma ABNT, solicitamos que adequem o máximo possível suas citações e referências conforme os exemplos a seguir. Todas as referências e citações serão revisadas por especialistas, garantindo sua uniformidade. Entretanto, não serão aceitos artigos normalizados em outros padrões de apresentação.

Citações

Identificação de autoria e localização na fonte original

- As chamadas das autorias devem ser feitas em fonte normal quando fora dos parêntesis e em maiúsculas quando dentro dos parêntesis.

Exemplos:

- O General Carlos de Meira Mattos (1984. p. 3) define “Em termos genéricos entendemos por Geopolítica a ‘política aplicada aos espaços geográficos’. [...]. Se assim a aceitarmos, a Geopolítica tem por base a Geografia, dela extraindo os meios necessários à realização dos interesses do Estado”.

- As estimativas dos tamanhos dessas populações indígenas variam de acordo com os diferentes autores (DENEVAN, 1976; MANN, 2006; HEMMING, 2007, 2008, 2009; RIBEIRO, 2010).

Citação direta

- Deve-se especificar, nas citações diretas, o ano da publicação e a(s) página(s). Quando não houver indicativo de página, utilizar a sigla “n.p.” (não paginado).

- A citação direta até três linhas, deverá ser contida entre aspas duplas.

- A citação direta com mais de três linhas devem ser destacadas com recuo de 4 cm da margem esquerda, com letra menor que a do texto utilizado e sem as aspas.

- A supressão, acréscimos ou comentários devem ser indicados entre colchetes.

- Os destaques realizados pelo autor devem ser informados após a indicação da página com a expressão “grifo nosso”.

- A CMM traduz seus artigos em português, inglês e espanhol. Portanto, as citações diretas nesses idiomas deverão ser traduzidas para o idioma principal da submissão e o texto original da fonte deverá ser incluído em nota de rodapé. O objetivo é garantir que a citação direta seja fiel ao idioma da fonte, quando realizada a tradução do artigo. Deverá ser incluída a expressão “tradução nossa” após a informação da paginação. 

Exemplos:

A Constituição de 1988 em seu artigo 142 estabelece que “As Forças Armadas [..] destinam-se à defesa da Pátria, à garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa de qualquer destes, da lei e da ordem” (BRASIL, 1988, n.p., grifo nosso)

“[...] o Brasil tem sido até aqui vitorioso na estratégia de alargar por vias pacíficas sua presença no Atlântico Sul graças à expansão da economia e às ações exitosas da diplomacia” (COSTA, 2012, p. 21).

O processo de transformação do Exército Brasileiro

[...] encontra-se em sua fase inicial e que as alterações estruturais ocorridas desde 2012, mesmo que sejam quantitativamente expressivas, não representam, necessariamente que uma transformação está ocorrendo, mas que se constituem em um rearranjo estrutural com o objetivo de preparar a Força para iniciar, efetivamente, seu processo de transformação (MAIA NETO, 2015, p. 203) 

Ao chegar em Quito, no Peru, o conquistador espanhol Gonzalo de Pizarro ouve de uma expedição que havia retornado das cabeceiras do Amazonas: “[…] a expedição ouviu rumores de uma terra tão rica em ouro que o seu governante ungia regularmente a sua pele com o metal precioso. Ele tornou-se coberto de ouro, dourado, e assim o seu reino fantástico era conhecido como ‘La Canela’ ou ‘El Dorado’” (HEMMING, 2008, p. 20, tradução nossa)1.

Na nota de rodapé:

1 Original: “[…] the expedition heard rumors of a land so rich in gold that its ruler regularly anointed his skin in that precious metal. He became gilded, dorado; so his fantastic kingdom was known as La Canela or El Dorado”

Referências

Adotamos o sistema autor-data para as citações e lista de referências ao final do artigo, organizado por ordem alfabética do sobrenome do autor. Deverão ser incluídas somente as referências citadas no texto. 

Livros e parte de coletâneas

Elementos essenciais: autor, título, subtítulo (se houver), edição (se houver), local, editora e data de publicação. Para capítulos de coletâneas, deverá ser incluído o intervalo das páginas do capítulo.

CLAUSEWITZ, Carl von. Da guerra. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2017.

CASTRO, C.; D’ARAUJO, M. C. (org.). Democracia e Forças Armadas no Cone Sul. Rio de Janeiro: Ed. Fundação Getúlio Vargas, 2000. Disponível em: http://hdl.handle.net/10438/6730. Acesso em: 05 abr. 2019. 

OLIVEIRA, E. R. DE; SORAES, S. A. Brasil: Forças Armadas, direção política e formato institucional. In: CASTRO, C.; D’ARAUJO, M. C. (org.). Democracia e Forças Armadas no Cone Sul. Rio de Janeiro: Ed. Fundação Getúlio Vargas, 2000. p. 98-124. Disponível em: http://hdl.handle.net/10438/6730. Acesso em: 05 abr. 2019.

Nota: Para diversos títulos de mesma autoria, estes deverão ser repetidos e não substituídos por um traço inferior (underline).

Artigos de periódicos

Elementos essenciais: autor, título do artigo ou da matéria, subtítulo (se houver), título do periódico, subtítulo (se houver), local de publicação, numeração do ano e/ou volume, número e/ou edição, tomo (se houver), páginas inicial e final, e data ou período de publicação.

VILLA, R., SOUZA PIMENTA, M.. Violent non-State Actors and New Forms of Governance: Exploring the Colombian and Venezuelan Border Zone. Journal of Human Security, [S.l.], v. 15, Issue 1, p. 6-19, Mar. 15, 2019. DOI: http://dx.doi.org/10.12924/johs2019.15010006. Disponível em: http://www.librelloph.com/journalofhumansecurity/article/view/johs-15.1.6. Acesso em: 12 abr. 2019.

COSTA, W. M. da. Projeção do Brasil no Atlântico Sul: geopolítica e estratégia. Revista USP, São Paulo, n. 95, p. 9-22, 30 nov. 2012. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/revusp/article/view/52234. Acesso em: 05 abr. 2019. 

Nota: Sempre incluir, quando possível, o número DOI e o link de acesso ao artigo.

Teses e dissertações

MAIA NETO, J. As novas demandas de segurança e defesa nacional e seus impactos na transformação organizacional dos ambientes militares, em especial, do Exército Brasileiro. 2015. 231 p. Tese (Doutorado em Administração) – Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas, Fundação Getúlio Vargas, Rio de Janeiro, 2015. Disponível em: http://hdl.handle.net/10438/15577. Acesso em: 05 abr. 2019.

PEDROSA, F. V. G. Da República Dominicana ao Haiti: tropas brasileiras em missões de paz. 2013. Dissertação (Mestrado em História Comparada) - Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2013.

Leis

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao.htm. Acesso em: 05 abr. 2019.

Outros exemplos

NAÇÕES UNIDAS. Declaração universal dos direitos humanos. Rio de Janeiro: Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil, 2009. Disponível em: https://nacoesunidas.org/wp-content/uploads/2018/10/DUDH.pdf. Acesso em: 05 abr. 2019. 

UNITED NATIONS. The universal declaration of human rights. Paris: United Nations, 10 Dec. 1948. Disponível em: https://www.un.org/en/ga/search/view_doc.asp?symbol=A/RES/217(III). Acesso em: 05 abr. 2019.

RAMOS, C. E. F. A requisição e a mobilização nacional: aplicabilidade à luz do direito administrativo. In: Encontro Nacional da Associação Brasileira de Estudos de Defesa, 5., 2011, Anais [...]. Fortaleza: ABED, 2011. p. [1-12].

VILLAS BÔAS, E. General Eduardo Villas Bôas fala sobre carreira militar e entrada das mulheres no exército. Entrevistador: Pedro Bial. [São Paulo]: globoplay, 19 set. 2017. 1 vídeo (5 min e 37 seg). Disponível em: https://globoplay.globo.com/v/6160222/. Acesso em: 05 abr. 2019.